Corpo-Casa-Corpo

em

A construção da casa é o primeiro passo da caminhada. O gesto construtivo aqui não apenas faz referência ao gesto do pedreiro, mas o desloca para um universo outro. Torna possível o câmbio entre o ofício do pedreiro e o ofício do artista a levá-lo criando uma ficção poética a deslocar a “vontade construtiva” da arte brasileira para o universo do pedreiro, vontade de construção da casa.                                               Rafa Éis, 2017.

IMAGENS

VIDEOS

O sonho da casa, 2015-2016.
Gesto, casa de papelão, caminhada
Fotografia de Luciano Montanha

 


 

Casa Caminhante de Arte, 2012. Rafa Éis com Darlene Matos, Andria M. da Silva, Carla Jamily Teixeira, Carolina M. Freitas,mBrenda Carvalho, Diulia S. Mendes, Diuly Medeiros, Guilherme L. de Melo, Katelin Ferreiera,mJaison Petri, Kemerson Ricardo, Leonardo Mitmann, Luana S. de Oliveira, Lucas Quevedo, Lucas de Lucas, Luis Eduardo, Nathaly Palmeira, Rodrigo Matos, Thiago M. Pereira, Weliton P. Ribeiro, Vitória Vorfanfel e toda a equipe da ACCAT.
Casa de papelão, caminhada, comunidade e afeto.
Dimensões variáveis

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s